sábado, julho 20, 2024
InícioLITORALPadre Parron recebe título de Cidadão Honorário do Paraná: "A solidariedade é...

Padre Parron recebe título de Cidadão Honorário do Paraná: “A solidariedade é um dever cristão”

O padre Joaquim Parron recebeu, nesta segunda-feira, dia 01/07, o título de Cidadão Honorário do Paraná, proposto pela deputada estadual Ana Júlia Ribeiro (PT). A homenagem aconteceu durante o Grande Expediente da Assembleia Legislativa do Paraná.


Reconhecido pelo trabalho religioso e pelas ações sociais que desenvolve, Padre Parron afirmou, em seu discurso, que o sentido principal do título é a solidariedade. “Devemos estender as mãos para aqueles que estão caídos. Buscar solidariedade não é apenas dar comida, mas também promover dignidade às pessoas”.

De acordo com o padre, a teologia cristã está centrada na justiça social e a promoção da dignidade deve ser prioridade dos governos e autoridades. ”Eticamente, as leis devem levar à justiça social e proteger os vulneráveis. Este título é um grande convite para a classe política colocar o pé no barro, conhecer essas comunidades e, assim, desenvolver políticas públicas que não só matem a fome dessas pessoas, mas que transforme a realidade delas”.

A deputada Ana Júlia disse que Padre Parron promove o bem comum combatendo a fome, a falta de moradia e a desesperança. “Tem a vocação do sacerdócio e da solidariedade. Ele tem uma atuação absolutamente humana, sem pensar em nada em troca. Por isso, é uma honra conceder o título”.

De acordo com a deputada, ao praticar a solidariedade padre Parron promove o evangelho no dia a dia. “O Papa Francisco nos ensina que não podemos fazer como Pôncio Pilatos e lavar as mãos: devemos nos envolver e lutar pela dignidade das pessoas. É isso que Padre Parron faz todos os dias”, diz a deputada.

O advogado popular Welitton Gerolane destacou a homenagem concedida ao padre. “É um homem religioso, humilde, caridoso e disposto a ajudar os pobres. O Padre Parron é uma grande inspiração para todos que acreditam em um mundo solidário e acolhedor, que acreditam na humanidade e na dignidade como direitos básicos de todos e para aqueles que nunca deixarão de fazer a sua parte para mudar o mundo”.

A entrega da homenagem contou com a participação do senador Flávio Arns (PSB), do Padre Charles Coury, Frei Aurélio Rodrigues e Frei Andrey Reimer. A homenagem lotou as galerias da Assembleia, que foram ocupadas principalmente por pessoas ligadas aos movimentos por moradia, entre os quais a Frente de Organização dos Trabalhadores FORT, organização que ele ajudou a fundar.

Atuação
Padre Parron chegou em Curitiba em 1980. Também atuou no litoral paranaense e no Mato Grosso do Sul.

Em 2020, já no início da pandemia, Parron criou o Movimento SOS Vila Torres, especialmente para atender as pessoas que ficaram sem trabalho por causa do isolamento social. Hoje apelidado de SOS Combate à Fome, o movimento distribui atualmente cerca de 2 mil cestas básicas por mês, em sete comunidades de Curitiba. De lá pra cá, já foram distribuídas cerca de 1.500 toneladas de alimentos aos necessitados.

Seguidamente, o movimento promove também programas de capacitação e encaminhamento ao emprego, fazendo parcerias com empresas que oferecem vagas e professores que atuam na preparação dos currículos e das habilidades dos trabalhadores.

Formado em Filosofia e Teologia, Parron também é professor de Ética no Seminário Claretiano e foi escolhido como membro do Conselho Extraordinário da recém-fundada Província Redentorista de Curitiba, e nomeado como reitor do Santuário Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Tem doutorado em Ética Social, pela the Catholic University of America, Washington, DC, e mestrado em Educação pela PUCPR. Atuou pastoralmente nos EUA, Irlanda, Argentina e Tailândia. Foi superior provincial dos Redentoristas por dois períodos.

ULTIMAS NOTICIAS
- Advertisment -