terça-feira, maio 28, 2024
InícioLITORALPARANAGUÁMutirão de inserção de DIU acontece dia 18, sábado

Mutirão de inserção de DIU acontece dia 18, sábado

A Secretaria Municipal de Saúde e a Fundação de Assistência à Saúde de Paranaguá (Fasp), realizarão no dia 18 de maio, sábado, ação voltada à saúde da mulher, o Mutirão de colocação de dispositivo intrauterino (DIU).

A ação ocorrerá das 7h às 17h, no Centro de Referência à Saúde da Mulher, localizado na Rua João Eugênio, no Centro de Paranaguá. As mulheres interessadas na inserção do DIU devem buscar a Unidade Básica de Saúde (UBS) de sua referência, pois são estas unidades que realizam a busca ativa das candidatas ao procedimento.

Ghislaine Corrêa, superintendente de Assistência à Saúde da Secretaria Municipal de Saúde, esclarece o processo de inserção do Dispositivo Intrauterino e a importância do planejamento familiar. Ela orienta que as mulheres interessadas devem procurar a Unidade de Saúde mais próxima de sua residência, onde estão cadastradas como referência. Lá, elas podem expressar seu interesse em inserir o DIU à equipe de enfermagem.

“Serão realizadas entrevistas e uma triagem para determinar se a mulher atende aos requisitos mínimos para a inserção do DIU. Os agentes de saúde, que têm acesso às casas, dialogam com as famílias e identificam as mulheres interessadas, as encaminhando para suas unidades de saúde”, detalha.

No primeiro mutirão, a equipe atingiu a meta de realizar 60 procedimentos em um único dia. “Após isso, continuamos identificando mulheres interessadas em realizar o procedimento. Embora esse seja um trabalho contínuo, os mutirões são realizados para reforçar o direito da mulher de escolher como realizar seu planejamento familiar e qual método contraceptivo adotar. Permite a elas formar uma família de acordo com sua realidade e perspectivas de vida”, ressalta a superintendente.

O DIU é um método contraceptivo de longo prazo, bastante eficiente. O dispositivo, uma pequena estrutura em formato de “T”, é inserido no interior do útero da mulher. No dia do mutirão, três médicas estarão realizando o procedimento. As mulheres devem, antecipadamente, procurar a UBS mais próxima para o encaminhamento para a Saúde da Mulher.

A médica ginecologista Ana Luiza Varella Jamnik, explica que o DIU, disponível pelo Sistema Único de Saúde (SUS), é um método contraceptivo de longa duração, com validade de 12 anos. Uma vez inserido, a mulher pode ficar tranquila por esse período. “O procedimento é realizado em consultório, com anestesia local, e a paciente sai com a solicitação de uma ecografia para confirmar a correta posição do DIU”, informa.

As pacientes são encaminhadas através da unidade básica de saúde, onde as enfermeiras fazem o primeiro contato, explicam sobre o DIU e, se houver interesse, são direcionadas à Unidade de Saúde da Mulher. Lá, assinam um termo de consentimento. “No próximo mutirão, também haverá a disponibilidade de cinco mini DIUs, que têm duração de cinco anos e são indicados para adolescentes até 17 anos ou para aquelas adolescentes que não tiveram filhos, devido ao tamanho menor do útero. As adolescentes sexualmente ativas são convidadas a participar, mas como são menores de idade, precisarão da autorização do responsável legal, que também assinará o termo de consentimento”, destaca a ginecologista.

A médica Ana Jamnik ressalta que o DIU é um método reversível e, ao ser retirado, a fertilidade retorna imediatamente, pois não há ação hormonal envolvida. Portanto, se a mulher desejar engravidar, basta a retirada o dispositivo.

Confira o perfil das mulheres aptas para inserção e mais detalhes: paciente em idade fértil a vida sexual ativa; deve manifestar seu interesse para as equipes da Saúde da Família na unidade básica de Saúde mais próxima de sua casa; as mulheres deverão passar por consulta com enfermeiro na unidade básica de saúde para receber informações sobre o DIU de cobre; a paciente precisa apresentar o exame preventivo dos últimos dois anos com exceção daquelas menores de 20 anos; adolescentes acompanhadas do responsável também pode estar apta se estiver enquadrada nesse perfil.

Mariana Goulart, diretora de assistência à saúde da Fundação de Assistência à Saúde de Paranaguá (Fasp), enfatiza a importância da adesão ao programa de inserção do DIU. Reforçando que no ano passado, a adesão foi de 100% e a meta é repetir esse sucesso este ano. “Encorajamos todas as mulheres interessadas a procurar a unidade básica de saúde mais próxima de seu bairro para uma consulta e avaliação dos critérios para a inserção do dispositivo”, convida.

Após a colocação do DIU, as mulheres realizarão um exame para verificar se o posicionamento está correto e se o procedimento foi bem-sucedido. “No próprio sábado, dia 18, após a inserção do DIU, as mulheres já sairão do local com um agendamento para um exame de ecografia na semana seguinte, no Centro de Especialidade João Paulo II”, afirma Mariana Goulart.

A diretora reforça que o DIU é um método de contracepção altamente confiável que oferece às mulheres a liberdade de escolher o que é melhor para seu corpo e sua vida. É um método eficaz, confiável e de fácil manutenção. A única manutenção necessária para a mulher é realizar ecografias de acompanhamento.

Dúvidas e mais informações podem ser obtidas na unidade de saúde de referência da paciente.

ULTIMAS NOTICIAS
- Advertisment -
1024x852.jpg" alt="" class="wp-image-5580"/>