Tribunal do Júri de Pontal do Paraná condena a 28 anos de prisão homem que matou técnico de enfermagem na frente de casa noturna

0
196

Please enter banners and links.

O Tribunal do Júri de Pontal do Paraná condenou a 28 anos de prisão um homem denunciado pelo Ministério Público do Paraná por dois homicídios duplamente qualificados – um na forma consumada e outro na forma tentada. Os crimes ocorreram no Balneário Praia de Leste, em 2018.
No dia 13 de maio daquele ano, Luís Gustavo Monteiro, agora condenado, efetuou disparos de arma de fogo contra Igor Ricardo Costa, de 21 anos – egresso da Marinha e que estava prestes a se formar como técnico em enfermagem – causando sua morte. Os tiros também atingiram Rodrigo de Castro do Rosário, de 33 anos, músico que trabalhava no local, que resistiu por logo ter recebido atendimento médico. A motivação teria sido uma breve discussão em frente a uma casa noturna.
Na sessão do júri, ocorrida em 21 de junho, o Conselho de Sentença acolheu todas as teses sustentadas pela Promotoria de Justiça de Pontal do Paraná na denúncia oferecida, incluindo o dolo direto quanto à primeira vítima, o dolo eventual quanto à segunda, além das qualificadoras do motivo torpe e do uso de recurso que dificultou a defesa de ambas.
RELEMBRE O CRIME
Na madrugada do dia 13 de maio de 2018, Igor Ricardo Costa, de 21 anos, morador no bairro do Tabuleiro em Matinhos, foi alvejado na cabeça por um disparo de arma de fogo e Rodrigo de Castro do Rosário, então com 33 anos, morador no bairro Costeira em Paranaguá, foi baleado no abdômen.
A ocorrência foi registrada pela Polícia Militar, no cruzamento das ruas Afonso Camargo com Lauro Teixeira Neto, em frente de uma casa noturna, na área central do balneário de Praia de Leste.
Gravemente ferido, Igor morreu na calçada. Castro foi encaminhado pelo SAMU para o Pronto Atendimento de Praia de Leste.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here