Servidores participam de seminário sobre cidadania e diretos LGBTQIA+

0
144

Please enter banners and links.

O Teatro Rachel Costa foi palco de palestras e oficinas sobre cidadania e direitos LGBTQIA+ “Trabalho e Empregabilidade”. A formação ocorreu nesta terça-feira, Dia Internacional de Combate a Homofobia.

O Seminário voltado aos servidores públicos municipais e população em geral foi realizado pela Secretaria Municipal de Assistência Social com apoio de outras pasta municipais como Trabalho, Comunicação, Indústria e Comércio, Administração, Cultura e Turismo. A vereadora Vandecy Dutra também esteve presente no evento.

O dia 17 de maio é conhecido mundialmente como o Dia Internacional de Combate a Homofobia, estando marcado na história quando no ano de 1990, a Organização Mundial de Saúde (OMS) retirou o termo homossexualismo da lista de distúrbios mentais do Código Internacional de Doenças, deste modo, deixando de ser considerada um desvio ou uma condição relacionada a alguma forma de patologia.

O dia 17 de maio, trás consigo um momento carregado de simbologia para a discussão de preconceito, discriminação e combate à violência sobre a perspectiva da equidade e tolerância. Por essa razão o Sistema Único de Assistência Social (SUAS) não poderia ficar inerte frente aos direitos sociais dessa população.

“A Política Nacional de Assistência Social se incorpora à este movimento, uma vez que se constitui no arcabouço constitucional como direito social e política de proteção social, almejando garantir proteção à quem dela necessitar, para tanto, assegurando a perspectiva da equidade e da diversidade no desenvolvimento das ações, programas, benefícios, serviços e projetos do Sistema Único de Assistência Social (SUAS)”, destaca a secretária municipal de Assistência Social, Ana Paula Falanga.

Ana Falanga explica que dentro desta perspectiva, objetivando a proteção social daqueles que se encontram em situação de risco e violação de direitos, um dos destaque está no atendimento realizado pela Proteção Social Especial de Média e de Alta complexidade, que atua na oferta de trabalho social especializado no SUAS à famílias e indivíduos em situação de risco pessoal e social, devido a violação de direitos ou a rompimento de vínculos.

“Desta forma, ao promover ou oferecer condições e trajetórias de recuperação de oportunidades e ações voltadas à inserção do público LGBT, pretendemos assegurar o respeito a seus direitos e a garantia de condições de, equidade, segurança e dignidade humana”, acrescenta.

A secretária municipal de Comunicação, Camila Roque parabenizou a Secretaria de Assistência Social e a união das demais pasta municipais. “Aproveitamos para pedir e reforçar aos servidores que aproveitassem a formação porque temos o dever de garantir o direito de todos os parnanguaras”, friza Camila Roque.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here