Cidades do RS suspendem aulas por conta de alerta de ciclone

0
381

Please enter banners and links.

Até a noite da quarta-feira (18), a Tempestade Subtropical “Yakecan” poderá se intensificar e ser classificada como Tempestade Tropical, quando as rajadas de vento poderão superar os 110 km/h

O Instituto Nacional de Meteorologia e a Marinha emitiram, na noite de segunda-feira (16), um alerta a respeito de uma tempestade subtropical que deve atingir o Rio Grande do Sul em breve.

A evolução desse sistema ao longo desta terça-feira (17), o classifica como ciclone “Yakecan” com rajadas de vento que podem superar os 100 km/h.

Até a noite da quarta-feira (18), a Tempestade Subtropical “Yakecan” poderá se intensificar e ser classificada como Tempestade Tropical, quando as rajadas de vento poderão superar os 110 km/h, do extremo sul e leste do Rio Grande do Sul ao litoral sul de Santa Catarina.

Por conta do risco que o temporal pode trazer, alguns município gaúchos decidiram cancelar as aulas na rede municipal de ensino a partir desta terça-feira.

Rio Grande 

Em Rio Grande, as aulas municipais e universitárias foram suspensas. O coordenador da Defesa Civil da cidade, Rudimar Machado afirma que as equipes do órgão estão de prontidão e com capacidade para atender até 200 famílias em uma hora, caso necessário.

“Temos lonas, telhas, alimentos, além de cobertores e colchões e capacidade para dar suporte rápido para centenas de pessoas já num primeiro momento, caso seja necessário”, afirma.

A Universidade Federal do Rio Grande (Furg) optou por suspender todas as atividades administrativas e acadêmicas, ao menos durante esta terça.

Pelotas

A prefeitura de Pelotas também emitiu alerta para a tempestade. A recomendação, publicada nas redes sociais da prefeitura, é de que as escolas e universidades do município suspendam as aulas no período noturno.

Mostardas

A Prefeitura de Mostardas comunicou a decisão por meio das redes sociais na noite desta segunda-feira. No município do Litoral Sul, as aulas foram suspensas na terça-feira e quarta-feira.

Até o final da semana, o sistema se deslocará ao litoral da Região Sudeste perdendo força.

Com informações do Correio do Povo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here