Retomada das procissões e cavalgada marca a 208ª Festa do Rocio, trazendo esperança sobre fim da pandemia

0
181

Please enter banners and links.

Diferentemente do ano passado, a 208ª edição da Festa Estadual de
Nossa Senhora do Rocio, que acontece neste ano, contará com a maior
parte de suas tradicionais procissões e, ainda, uma novidade: a 1ª
Procissão Motociclística. A marítima não ocorrerá devido às obras de
reforma que estão sendo realizadas no trapiche do Rocio e a solene será
substituída por uma carreata, assim como em 2020.


A programação das procissões será aberta no dia 06, sábado, com a 1ª
Procissão Motociclística, que terá participação de mais de 25 motoclubes
de Paranaguá e litoral paranaense. Os motociclistas partirão do Posto
Jardim Paranaguá, no bairro Jardim Samambaia, às 14h, e seguirão,
junto à imagem de Nossa Senhora do Rocio, em direção ao Santuário de
Nossa Senhora do Rocio. Além disso, eles estão arrecadando alimentos
para distribuir às famílias carentes da cidade.
No dia seguinte, 07, domingo, acontece a 7ª Cavalgada da Fé, com
concentração e saída da Fazenda Mandaguari (Estrada das Colônias,
próximo à PR 508 – Alexandra/Matinhos), às 8h30. A cavalgada é
organizada pelos participantes dos Centros de Tradições Gaúchas
(CTGs) locais e deve contar com mais de 100 cavalos realizando o
trajeto até o Santuário do Rocio, junto às famílias.


Além disso, no mesmo dia, acontece a 15ª Procissão Motorizada, com
saída da Paróquia São João Batista, no Parque São João, às 16h. São
esperados mais de 100 veículos que levarão a imagem da Mãe do Rocio
pelas principais ruas de Paranaguá até o Santuário, acompanhados de
um carro de som. O cronograma prevê uma parada em frente ao Hospital
Regional do Litoral e, também, em frente à prefeitura.
No dia 13, sábado, será realizada a 9ª Procissão Ciclística, a partir das
16h, com saída da Praça dos Leões, no centro da cidade. Centenas de
ciclistas participam todos os anos e levam a imagem peregrina em
direção ao Santuário do Rocio.
Na segunda-feira, dia 15, é a vez da tradicional e grandiosa Procissão
Solene, que está em sua 208ª edição, tal qual a Festa do Rocio. Por
conta da pandemia, o trajeto do Santuário do Rocio até a Catedral

 

Diocesana de Paranaguá será feito em forma de carreata, assim como
em 2020, partindo às 16h do Santuário. Haverá policiamento, ambulância
de prontidão, um carro de som, além do andor de Nossa Senhora do
Rocio, em cima de um carro.
“No ano passado, mais de 3 mil carros participaram da carreata, e todos
foram abençoados. Porém, muitas pessoas decidiram fazer o trajeto da
procissão a pé, algo que não recomendamos por conta do momento de
pandemia que estamos. Queremos reforçar que é necessário seguir as
orientações sanitárias para evitar o contágio pelo coronavírus e que as
pessoas não se arrisquem a ir a pé”, destaca o reitor do Santuário, padre
Dirson Gonçalves.
No dia seguinte, terça-feira (16), acontece a Procissão de Retorno,
fazendo o caminho inverso do dia anterior, ou seja, a imagem de Nossa
Senhora do Rocio será levada da Catedral até o seu Santuário. A saída
será às 19h.Para o padre Dirson, as procissões fizeram muita falta no ano passado e,
devido ao avanço da vacinação contra o coronavírus, em Paranaguá,
neste ano, puderam retornar. “As romarias fizeram bastante falta no ano
passado, porque são marcas muito importantes da festa. São momentos
bem tradicionais, que no ano passado não tivemos, e neste ano estamos
resgatando e, se Deus quiser, ano que vem também teremos a
marítima”, conclui.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here