Inovação para um saneamento cada vez mais eficiente e sustentável

0
144

Please enter banners and links.

*Murillo Borges

Nesta terça-feira (19), o Brasil comemora o Dia Nacional da Inovação, uma efeméride criada em 2010 pelo Ministério da Ciência e Tecnologia, para prestar uma homenagem ao primeiro voo bem-sucedido de Santos Dumont com um dirigível ao redor da Torre Eiffel, em Paris, em 1901. O momento é oportuno para uma reflexão sobre as conquistas e o caminho já trilhado pelo país no desenvolvimento de uma economia mais sustentável, próspera e competitiva. Principalmente no saneamento, onde uma atitude inovadora tem força para produzir uma série de benefícios, e há desafios históricos, como a universalização do acesso a serviços de distribuição de água e coleta de esgoto.
Nós, da Iguá, temos razões suficientes para celebrar esta data. Em um setor como o nosso, ainda pouco acostumado a pensar de novas formas, podemos dizer com orgulho que acumulamos avanços importantes. Aprendemos cedo que inovação não é algo que se faz sozinho. Por isso, um dos movimentos mais marcantes de nossa trajetória de inovação foi promover uma forte aproximação com o ecossistema de startups. Em 2018, criamos o Iguá Lab, projeto pioneiro que convida as startups a apresentarem soluções alternativas para os principais problemas do saneamento.
Essa iniciativa foi a semente para o crescimento de uma cultura hoje consolidada na companhia, que tem a inovação como um dos pilares de seu DNA. Acreditamos que boas ideias podem surgir a qualquer momento e coisas extraordinárias podem acontecer quando há colaboração. Em média, avaliamos e conhecemos uma startup a cada dois dias e testamos uma nova solução a cada 30. Existem, hoje, cerca de vinte startups sob algum tipo de contrato com a Iguá, prestando diversos serviços e fornecendo equipamentos.
Demos um passo importante ao iniciar uma parceria com a plataforma 100 Open Startups, o que nos ajudou a aumentar nossa rede de conexões e estabelecer uma mentalidade voltada à inovação aberta entre nossos executivos. Fomos além e criamos o “Grand Challenge – A Água como Serviço”. Este grande desafio, como o próprio nome diz, veio para estimular ainda mais o diálogo entre empresas interessadas em desenvolver soluções e impactar o setor com ações sustentáveis e eficientes.
O reconhecimento chegou em agosto deste ano: conquistamos o primeiro lugar no ranking da 100 Open Startups, como a companhia de saneamento mais envolvida em iniciativas de inovação aberta do país. O ranking é uma referência importante no mercado, por estabelecer critérios para medir o relacionamento de grandes empresas com startups. Além de sermos os primeiros em nosso setor, estamos entre as 30 companhias brasileiras mais engajadas nesse sentido.
Incentivamos nossos colaboradores, de todos os níveis, a ficarem atentos às necessidades dos clientes e pensarem constantemente em soluções para o setor. Temos um programa interno de reconhecimento a ideias já desenvolvidas e testadas, o Manda Bem. Esse programa conta com um evento anual aberto para toda a companhia, o Seminário de Inovação e Boas Práticas, que reúne profissionais de todas as operações da Iguá, para apresentar projetos inovadores com potencial de ganhar escala e serem amplamente aplicados.
Muitas das inovações nascem do diálogo que mantemos com os clientes. Fomos a primeira companhia brasileira de saneamento a usar o sistema NPS, uma metodologia internacional para mensurar a reputação junto aos consumidores. Em 2020, convidamos pessoas de fora da empresa para cooperar na criação de alternativas para o setor por meio de um workshop de Design Thinking. Selecionamos 150 participantes para as três primeiras turmas. Foi muito rico o processo de despertar esse olhar externo sobre como a indústria pode evoluir e valorizar seu serviço, e não ser lembrada apenas quando há probl…

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here