208ª edição da Festa Estadual de Nossa Senhora do Rocio terá procissões, carreata e programação ampla

0
218

Please enter banners and links.

Neste ano, a Festa Estadual de Nossa Senhora do Rocio, Padroeira do Paraná, está em sua 208ª edição. A celebração acontecerá dos dias 01º a 16 de novembro, em Paranaguá, com o tema “Mãe do Rocio, envolvei-nos em vosso manto de amor e proteção”.

Considerado um dos maiores eventos de turismo religioso do Sul do Brasil, antes da pandemia de coronavírus, a festividade chegava a atrair mais de 300 mil fieis durante os 15 dias de celebração. Porém, assim como em 2020, a programação deste ano teve que ser adaptada para evitar aglomeração.

Para esta edição, no decorrer dos 9 dias de novena, que se inicia no dia 6 de novembro e segue até o dia 14, haverão 8 horários diferentes para a realização das celebrações, começando às 5h e terminando às 19h.

“Anteriormente, a festa tinha de 3 a 4 horários de celebrações diárias, mas, devido ao período de pandemia, decidimos ampliar a programação para atender o maior número de turistas e devotos possível, sem causar aglomeração. No ano passado, tivemos uma resposta muito positiva dos fiéis, que puderam aproveitar da melhor forma as possibilidades de horário”, informa o reitor do Santuário Estadual de Nossa Senhora do Rocio, padre Dirson Gonçalves

Investimento em transmissões

O Santuário do Rocio, local onde são celebradas as missas, tem capacidade total para 600 pessoas, mas, no momento, pode receber apenas 300, em razão da pandemia. “Apesar da programação ampla para que todos possam participar, também estamos investindo muito nas transmissões ao vivo. Transmitiremos, por meio da nossa página no Facebook e do nosso canal no YouTube, o maior número de horários para que todos que estiverem em casa e, até mesmo, fora de Paranaguá, participem conosco desta grande festa em homenagem à Padroeira do Paraná”, destaca o padre Dirson.

De acordo com ele, como de costume, durante a novena, diariamente, um bispo de uma das dioceses do Estado é quem presidirá a missa das 19h. Neste ano, como forma de preparação para a Festa do Rocio, alguns bispos que participarão

dos 9 dias de celebração receberam a imagem de Nossa Senhora do Rocio em suas dioceses, com o intuito de realizar uma peregrinação por suas regiões.

 

Sem barracas comerciais

As tradicionais barracas do Mercado Persa, que comercializam os mais diversos produtos e alimentos durante a festa, e o parque de diversão, continuarão sem funcionar neste ano.

 

 

Procissões

Diferentemente do ano passado, esta edição da Festa do Rocio contará com a maior parte de suas procissões (cavalgada, ciclística e motociclística), exceto pela marítima e pela mais tradicional e grandiosa, que acontece no dia 15. A marítima não acontecerá devido às obras de reforma que estão ocorrendo no trapiche do Rocio, e a Procissão Solene será substituída por uma carreata, assim como em 2020.

“No ano passado, mais de 3 mil carros participaram da carreata, e todos foram abençoados. Porém, muitas pessoas decidiram fazer o trajeto da procissão a pé, algo que não recomendamos por conta do momento de pandemia que estamos. Queremos reforçar que é necessário seguir as orientações sanitárias para evitar o contágio pelo coronavírus e que as pessoas não se arrisquem a ir a pé”, ressalta o padre Dirson.

 

 

Promoção de Prêmios

O Santuário do Rocio se mantém com a verba arrecada na Festa do Rocio e, com a impossibilidade da instalação das barracas comerciais durante os dias de celebração, a saúde financeira da igreja fica comprometida. “Temos um grupo grande de funcionários, além de toda a manutenção do complexo. Como não teremos, novamente, a parte comercial, nossa aposta financeira é a Promoção de Prêmios. Então, contamos com a participação das pessoas”, diz o padre

dos 9 dias de celebração receberam a imagem de Nossa Senhora do Rocio em suas dioceses, com o intuito de realizar uma peregrinação por suas regiões.

 

Sem barracas comerciais

As tradicionais barracas do Mercado Persa, que comercializam os mais diversos produtos e alimentos durante a festa, e o parque de diversão, continuarão sem funcionar neste ano.

 

 

Procissões

Diferentemente do ano passado, esta edição da Festa do Rocio contará com a maior parte de suas procissões (cavalgada, ciclística e motociclística), exceto pela marítima e pela mais tradicional e grandiosa, que acontece no dia 15. A marítima não acontecerá devido às obras de reforma que estão ocorrendo no trapiche do Rocio, e a Procissão Solene será substituída por uma carreata, assim como em 2020.

“No ano passado, mais de 3 mil carros participaram da carreata, e todos foram abençoados. Porém, muitas pessoas decidiram fazer o trajeto da procissão a pé, algo que não recomendamos por conta do momento de pandemia que estamos. Queremos reforçar que é necessário seguir as orientações sanitárias para evitar o contágio pelo coronavírus e que as pessoas não se arrisquem a ir a pé”, ressalta o padre Dirson.

 

 

Promoção de Prêmios

O Santuário do Rocio se mantém com a verba arrecada na Festa do Rocio e, com a impossibilidade da instalação das barracas comerciais durante os dias de celebração, a saúde financeira da igreja fica comprometida. “Temos um grupo grande de funcionários, além de toda a manutenção do complexo. Como não teremos, novamente, a parte comercial, nossa aposta financeira é a Promoção de Prêmios. Então, contamos com a participação das pessoas”, diz o padre

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here