Iguá Saneamento assume compromisso público para neutralizar emissões de CO2 até 2030

0
144

Please enter banners and links.

Companhia é a primeira do setor se comprometer com o Science Based Target initiative no país

As alterações climáticas têm imposto enormes desafios para a sociedade, como escassez hídrica, chuvas intensas e queimadas em florestas. Para conter o avanço desses fenômenos, é preciso um esforço conjunto urgente para desacelerar o aquecimento global. Diante desse cenário, a Iguá Saneamento assume compromisso público para reduzir suas emissões de carbono e acelerar a construção do seu plano “Carbono Neutro 2030”, tornando-se a primeira empresa do setor no país a se comprometer com a descarbonização de seu negócio, junto ao Science Based Target initiative (SBTi).
A iniciativa contribui para os Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), do Pacto Global da ONU, mais especificamente o ODS 13, que fala sobre a redução de emissões e dialoga com a meta de limitar o aumento da temperatura do planeta a 1,5°C, nas próximas décadas, estabelecida no Acordo de Paris. “A Iguá tem um compromisso muito forte com a Sustentabilidade desde a criação da empresa e essa questão é especialmente sensível e está atrelada à nossa estratégia de negócio. Garantir o acesso à água para nossos clientes é demanda prioritária para a companhia e o agravamento dos períodos de estiagem por conta do aquecimento global é uma realidade. Nesse contexto, o Programa Ambição pelos ODS foi um incentivo complementar para a Iguá alinhar os objetivos do SERR com o ODS 13”, destacou Carlos Brandão, presidente da Iguá Saneamento, durante encontro dos CEOs das empresas participantes da 1ª Edição do “Ambição pelos ODS”, evento promovido pela Rede Brasil pelo Pacto Global da ONU.
A questão se tornou ainda mais alarmante diante do panorama exposto no início do mês pelo Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC). Segundo novo relatório do órgão, o planeta está perigosamente próximo de um ponto em que o aumento das temperaturas irá provocar mudanças permanentes nos ecossistemas. Os cientistas reforçaram que, para seguir na meta de 1,5°C, será necessário zerar as emissões de Gases do Efeito Estufa (GEE) o quanto antes, no máximo até 2050.
Ao assumir este compromisso público, a Iguá também acelera o “Carbono Neutro”, que irá nortear os projetos para descarbonização da empresa até 2030. O plano estará dividido em duas frentes: mitigação e compensação. As ações de mitigação irão atuar na redução das emissões nas operações da Iguá, enquanto as iniciativas de compensação irão oferecer uma contribuição positiva, para equilibrar o carbono gerado pela companhia.
Para definir quais ações devem ser priorizadas na redução das suas emissões, a Iguá trabalha, desde o ano passado, com as informações obtidas dos seus inventários de GEE, os principais responsáveis pelo aquecimento do planeta. A maior parte das emissões da empresa está diretamente relacionada ao tratamento de efluentes, que em 2020, representou 71% das emissões da Iguá. No gráfico abaixo é possível ver a composição de ofensores nas emissões da empresa (considerando todos os gases).
Dentro de seu plano estratégico de Sustentabilidade (SERR), que tem papel transversal na definição de metas e compromissos da empresa, orientando a entrega de resultados, a Iguá já passou a adotar algumas medidas para reduzir sua pegada ambiental, abolindo o uso de combustíveis fósseis para frotas leves, buscando a eficiência no consumo de energia de equipamentos e o uso de 53,4% de energia renovável em suas concessionárias. Com a chegada do Carbono Neutro, novas iniciativas vão ser adicionadas para reforçar a estratégia de descarbonização da empresa.
“Esperamos uma redução das emissões já no curto prazo, reflexo das ações que a Iguá já implementou. Os grandes resultados devem aparecer no médio e longo prazo, a partir dos investimentos que a companhia vem realizando nessa frente. As iniciativas têm impacto fundamental para o meio ambiente, mas vão além. No longo prazo, esperamos também resultados econômico-financeiros, traduzindo isso em criação de valor transversal para a companhia”, finalizou Brandão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here