Idosos residentes em asilos começam a ser vacinados em Paranaguá

0
176

Please enter banners and links.

Com a chegada do primeiro lote de vacinas contra a Covid-19 nesta terça-feira, 19, Paranaguá recebeu por meio do Ministério da Saúde e Governo do Estado 1.211 doses. A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) elaborou o Plano Municipal de Vacinação contra Covid-19 em consonância com o Programa Nacional de Imunização.

Neste primeiro momento, serão vacinados com a dose inicial, 948 profissionais de saúde que atuam em Paranaguá, 159 pessoas que residem e trabalham em instituições de longa permanência (asilos de idosos) e 30 indígenas aldeados.

“Com a chegada das primeiras doses, estamos agendando a vacinação in loco com as três instituições de longa permanência para iniciarmos as aplicações. Também estamos iniciando a logística para vacinar os profissionais de saúde e os indígenas”, explica a superintendente de Vigilância em Saúde Maristela Cerqueira.

“Todo o esquema vacinal dos públicos preconizados pelo Ministério da Saúde já está pronto e o intuito é vacinar o máximo possível durante todo o ano de 2021 iniciando por aqueles que tem maior risco de agravamento de sintomas como idosos, pessoas com comorbidades, entre outros públicos”, ressalta a secretária municipal de Saúde Lígia Regina de Campos Cordeiro.

O coordenador da Sala de Situação Gianfrank Julian Tambosetti destaca que o município está aberto para receber todos as vacinas autorizadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e lembra que o limite de faixa etária pode variar para cada vacina de acordo com a as orientações apresentadas em bula. A princípio, a faixa etária testada apresentada pela maioria das vacinas é de pessoas com idade acima dos 18 anos.

“Serão quatro fases da imunização preconizadas pelo Ministério da Saúde. Com a vacinação ocorrendo gradativamente, a possibilidade de inibir a transmissão do vírus é grande. Isso não significa que as medidas de prevenção devem acabar. O uso de máscara, higienização em especial das mãos e distanciamento social precisam ser mantidos”, detalha Gianfrank Julian Tambosetti.

Confira as fases da vacinação contra a Covid-19 conforme novas doses forem enviadas:

1.ª Fase por ordem prioritária: instituições de longa permanência para idosos; hospitais de referência ao atendimento da Covid-19; indígenas; outros hospitais e clínicas; e Forças de Segurança.

2.ª Fase por ordem prioritária: idosos com mais de 70 anos com fatores de risco; idosos com 60 a 69 anos com fatores de risco; pessoas com 50 a 59 anos com fatores de risco; pessoas com 40 a 49 anos com fatores de risco, cidadãos com 30 a 39 anos com fatores de risco; moradores com 25 a 29 anos com fatores de risco; pessoas com 20 a 24 anos com fatores de risco; 18 a 20 anos com fatores de risco; e funcionários e população privada de liberdade. (Com agendamento por meio dos agentes comunitários de saúde).

A 3.ª Fase corresponde ao grupo preconizado na fase anterior. Na segunda fase é necessário observar que será por ordem prioritária e por idade de forma decrescente: cardiopatas graves; diabéticos, hipertensos, obesos, portadores de doenças neurológicas, portadores de pneumopatias graves, pessoas com deficiências permanentes e severas, portadores de neoplasias, imunossuprimidos e transplantados e população em situação de rua. (Com prescrição médica especificando o motivo da indicação da vacina, exames, prescrições de medicamentos, relatórios médicos emitidos nos últimos 90 dias.

4.º Fase: profissionais de limpeza pública (agentes e recicladores); profissionais de segurança pública (por idade); motoristas e cobradores (por idade); professores (por idade), taxistas e motoristas de transporte de aplicativos (por idade).

PLANO MUNICIPAL DE VACINAÇÃO: ENTENDA

O Plano Municipal de Vacinação contra a Covid-19 tem o intuito de atingir a cobertura vacinal máxima e garantir que os grupos de alto risco tenham prioridade. Os objetivos do plano de vacinação da cidade são: apresentar o planejamento das ações para o processo de vacinação contra a Covid-19 em Paranaguá; apresentar as potenciais vacinas a serem utilizadas no município; estabelecer plano de vacinação para os grupos prioritários em conformidade com as orientações do Ministério da Saúde (MS) e estratégias elaboradas pela Secretaria Municipal de Paranaguá; definir os procedimentos logísticos, de aplicação e monitoramento das vacinas aplicadas; e implantar o processo de farmacovigilância da vacina e insumos utilizados na vacinação contra a COVID-19 em Paranaguá.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here