Vacinação contra a gripe extrapolou as expectativas nesta manhã de segunda-feira, 23

0
460

Please enter banners and links.

A Campanha Nacional de Vacinação iniciou sua primeira fase nesta segunda-feira, 23 e extrapolou as expectativas com um número superior de procura ao esperado. As doses são disponibilizadas pelo Ministério da Saúde às Regionais de Saúde que, por sua vez, encaminham aos municípios.

“Em decorrência da grande procura neste primeiro dia, nossa orientação é de que as pessoas com idade acima de 60 anos, procurem as unidades a partir de quarta-feira, 25, pois, de acordo com a 1.ª Regional de Saúde, o estoque de doses da vacina será reposto. Os idosos não precisam se preocupar, pois não faltará vacinas conforme o Ministério da Saúde”, salienta a enfermeira da Atenção Básica, da Secretaria Municipal de Saúde, Maristela Cerqueira.

A primeira fase da vacina contra a gripe é voltada aos profissionais de saúde e pessoas acima de 60 anos. “Os idosos não entrarão nas unidades em prevenção ao coronavírus, por isso, orientamos que se perceberem que a fila já está um pouco grande, voltem para casa e retornem em outro horário ou dia. Todas as medidas que estamos tomando é para prevenção desse público-alvo”, ressalta.

A aplicação da vacina ocorre de segunda a sexta-feira, até as 17h30. Os idosos acamados serão vacinados em suas residências pela equipe de agentes comunitários de saúde (ACS) como já ocorreu em outras campanhas de vacinação.

A CAMPANHA

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe iniciou mais cedo este ano por conta da pandemia do coronavírus. A campanha segue até o dia 22 de maio, com o dia D de mobilização nacional marcado para 9 de maio. O objetivo da antecipação da campanha é evitar o aumento de doenças respiratórias e a sobrecarga do sistema de saúde.

Em Paranaguá, um esquema de atendimento foi preparado para evitar que os idosos com idade a partir dos 60 anos entrem em unidades de saúde, mantenham-se em aglomerações de pessoas e, com isso, previnam-se contra o coronavírus. “A fila dos idosos ocorrerá ao ar livre com distância de ao menos um metro de cada pessoa”, informa a secretária municipal de Saúde, Lígia Regina de Campos Cordeiro.

Os idosos não entrarão na unidade nem mesmo para a aplicação. Serão disponibilizadas salas dos agentes comunitários de saúde entre outros espaços preparados para esse fim. “A vacinação não ocorrerá dentro da unidade para evitar que os idosos tenham contato com pessoas que estão em atendimento dentro do posto. Todas as medidas foram pensadas exclusivamente na saúde desses idosos”, enfatiza.

Além de fila ao ar livre, outras recomendações serão seguidas para evitar ao máximo o contato entre os idosos. “É necessário que ele evite conversar enquanto aguarda sua vez na fila. O idoso que apresentar febre não deve procurar a unidade para aplicação da vacina”, orienta a secretária.

É relevante que, como a pessoa idosa permanecerá fora da unidade. Leve água e até mesmo guarda-chuva para se necessário durante a espera pela aplicação da vacina.

Para se vacinar, o idoso deverá portar documento de identificação oficial, Cartão do SUS e, se possível, Cartão da Família.

Todas as unidades contarão com aplicação de vacina da gripe, contudo, as unidades do Santos Dumont, Araçá e Serraria do Rocha terão pontos estratégicos.

Quem for atendido pela unidade do Santos Dumont deve se vacinar na sede do Motoclube Robalos Rebeldes, os idosos atendidos pela Serraria do Rocha devem se dirigir a igreja católica Santíssimo Redentor e quem utiliza a unidade do Araçá deve ir na Escola Municipal Leôncio Corrêa.

A Unidade de Saúde Gabriel de Lara também contará neste período com a vacinação contra a gripe para idosos.

OUTROS PÚBLICOS
A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe será em três fases, com grupos prioritários distintos. O primeiro grupo a receber vacina são os idosos, a partir de 60 anos e os profissionais da área da saúde.

A segunda fase inicia a partir do dia 16 de abril e abrangerá professores das escolas públicas e privadas, profissionais das forças de segurança e salvamento, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais.

Já a terceira e última fase terá início no dia 9 de maio, abrangendo crianças de seis meses a menores de seis anos, gestantes; mulheres que tiveram parto recente (puérperas), povos indígenas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas, presos, funcionários do sistema prisional e adultos de 55 a 59 anos, que neste ano também fazem parte do grupo prioritário.

src="https://miroferraznews.com.br/wp-content/uploads/2020/01/81000116_2497014167014035_7417174607683125248_o.jpg" alt="" width="1511" height="908" />

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here