Tudo pronto para a 2ª Jornada Municipal de Comunicação de Paranaguá

0
942

Please enter banners and links.

A 2ª Jornada Municipal de Comunicação começa às 14h do próximo dia 26 de setembro com a palestra da jornalista Mônica Fort com o tema ‘Organizações Estudantis e a Mídia’. Mônica Fort também é professora universitária, pesquisadora da área de Comunicação; pós-doutora em Comunicação pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Doutora em Engenharia da Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina e Mestre em Educação pela PUCPR.

Grandes profissionais da área da comunicação somam-se nesta iniciativa que é da Secretaria Municipal de Comunicação da Prefeitura de Paranaguá.

Serão dois dias de palestras no auditório da Biblioteca Municipal Leôncio Correia, com profissionais com experiência para esclarecer muitos assuntos. É o caso do publicitário Marcos Zanatti que conquistou prêmios como Young Lions Brazil, The New York Festivals, short-list em Cannes e The Funniest Spots of the world (TV SAT Berlin), além de diversos prêmios nacionais. Foi Diretor de Criação da Exclam e Z. e VP da Propeg Nordeste e da Z. Ogilvy, e Creative Technologist na Carne em São Paulo. Ele vai falar sobre a ‘Ubiquidade Digital: a importância da unidade do discurso das marcas na nova fase da comunicação’.

José Carlos Fernandes é jornalista profissional, com 30 anos de atividades no jornal Gazeta do Povo e atua como professor da Universidade Federal do Paraná. É doutor e mestre em Estudos Literários e pesquisa leitura e leitores. Sua palestra que tem o tema “O que se passa na cabeça do leitor” deve ajudar profissionais da publicidade e da comunicação, além de pessoas que atuam neste meio mas que tem grande responsabilidade em redes sociais, pois conhecer o que se passa na cabeça do leitor ajuda na transmissão das ideias e alcança objetivos.

E a qualidade dos palestrantes não pára por aqui. Ainda no primeiro dia do evento o publicitário Jean Batista Berti com experiência de 6 anos em sala de aula como professor e coordenador de cursos, experiência de desenvolvimento de sites e marketing digital vai falar sobre ferramentas de educomunicação na prática. Vai ser uma ótima oportunidade para adquirir conhecimento por professores, educadores, coordenadores, entre outros profissionais. Jean Berti também é fundador da Agência Plim, empresa que está em atividade há 4 anos, no mercado de Curitiba, atendendo pequenas, medias e grandes empresas com foco em marketing digital, publicidade e vendas.

Um nome bem conhecido de quem assiste televisão, atue na área de comunicação ou não, é da jornalista Dulcinéia Novaes. Ela é formada em Comunicação Social pela UEL e Pós Graduada em Marketing Empresarial pela FAE. É mestre em Comunicação e Linguagens pela UTP. Professora do ISAE Brasil e da FAE, é também repórter nacional da RPC, afiliada da Rede Globo no Paraná.
Tem experiência na área de Comunicação, com ênfase em Videodifusão atuando principalmente em telejornalismo, comunicação, reportagem, notícias e informação.

Ela abordará o tema “O papel do repórter na construção da notícia”, uma questão delicada para quem vive o dia a dia da notícia e tem grande responsabilidade na transmissão de notícias e até ideias para quem está do outro lado da tela.

Um dos temas que chama a atenção deste primeiro dia de Jornada é o que será abordado pelo jornalista Vinicius Galon. O tema é Linguagem Amigável: uma alternativa para comunicação em direitos humanos.

Galon, no 2º período de graduação em Jornalismo pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná, iniciou estágio de observação na Organização não Governamental Ciranda – Central de Notícias dos Direitos da Infância e Adolescência. Continuou atuando na mesma instituição até agosto de 2013, atuando como estagiário na produção de pautas sobre a infância e a adolescência, clipping para monitoramento de mídia sobre assuntos relacionados ao tema, oficinas de educomunicação e gestão dos projetos Luz, Câmera… Paz! A partir de 2013 passou a atuar como analista de comunicação do Centro Marista de Defesa da Infância e coordenador da Campanha Defenda-se (autodefesa de crianças contra a violência sexual), vencedora do prêmio Neide Castanha na categoria “protagonismo de crianças e adolescentes”, em 2015, e certificada pela Organização dos Estados Americanos. Em 2015 concluiu a especialização “Comunicação e Sociedade” na UTFPR – Universidade Tecnológica Federal do Paraná, focando sua pesquisa na participação de crianças em processos de autodefesa contra a violência sexual, semiótica greimasiana e campanhas de mobilização contra a violência sexual contra crianças e adolescentes. Em 2017 concluiu a Especialização em Produção da Arte e Gestão da Cultura, pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná, com pesquisa focada na produção cinematográfica para crianças no Brasil. Com este currículo e experiência tratará o tema com uma percepção diferenciada.

Confira programação do primeiro dia

14h: Mônica Fort- Organizações Estudantis e a Mídia
15h: Vinicius Galon- Linguagem Amigável: uma alternativa para comunicação em direitos humanos
16h20: Jean Berti- Workshop sobre ferramentas de educomunicação na práticas19h: José Carlso Fernandes- O que se passa na cabeça do leitores
20h: Dulcinéia Novaes- O papel do repórter na construção da notícia
21h: Marcos Zanatti- Ubiquidade Digital: a importância da unidade do discurso das marcas nessa fase de comunicação

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here