Prefeito lamenta morte de Dona Milene, matriarca do Carnaval de Paranaguá

0
1229

Please enter banners and links.

Paranaguá foi surpreendida pela triste notícia do falecimento de sua matriarca do Carnaval, Milene Gomes, ou só Dona Milene. O prefeito Marcelo Roque lamentou e disse que a cultura da cidade mãe do Paraná perde uma de suas maiores referências.

“Dona Milene era um ícone do nosso Carnaval. Estou muito triste com essa informação que recebi logo cedo. Fica o legado de uma dedicação imensa ao nosso Carnaval. Ela foi uma pessoa que inspirou várias gerações. Seu trabalho vai ficar para sempre em nossas memórias”, declarou o prefeito.

Dona Milene fundou a Escola de Samba Acadêmicos do Litoral, em 1976. A voz rouca, o sorriso largo, os cabelos curtos brancos de uma mulher negra forte, a tornaram referência ao longo dos 43 anos de atuação em prol do Carnaval local. Participava de todas as etapas para colocar a agremiação que amava e colorir com verde e rosa a Avenida do Samba de Paranaguá.

Dona Milene teve uma atuação também em defesa da comunidade onde estava inserida por décadas. Foi presidente da Associação de Moradores da Vila Cruzeiro e lutou em várias frentes, mas também brigava por outros bairros, como Serraria do Rocha e Jardim Araçá. “Ela conseguiu muitas coisas para a comunidade. Ia atrás de quem quer que fosse para melhorar a vida de pessoas carentes do bairro. Mesmo com a idade que tinha ela sempre foi incansável. Perdi uma grande amiga”, lamenta a conselheira municipal de Saúde, Maria do Rocio Pereira Rodrigues, às lágrimas.

Representantes de outras escolas de samba a reverenciavam, pela experiência que acumulou em quase 50 anos de Carnaval. “Dona Milene era a matriarca do nosso carnaval, uma guerreira da cultura popular e grande defensora do segmento. Fica nosso agradecimento e nossa saudade.”, declarou o secretário municipal de Cultura e Turismo, Harrison Camargo.

A presidente da Associação das Escolas de Samba de Paranaguá (AESP), Melissa Elias, afirmou que ela e a diretoria lamentam “a irreparável perda”. “Paranaguá está de luto. Dona Milene foi a rainha do samba de Paranaguá, a eterna baiana, de um sorriso leve, um abraço caloroso, foi nossa referência cultural”, declarou a dirigente.

Dona Milene ficou internada por 13 dias no Hospital Regional do Litoral e faleceu de causas naturais, pela idade avançada, conforme informações repassadas por familiares. Seu corpo será velado a partir das 13h desta segunda-feira (16), na capela mortuária do Centro. O sepultamento está marcado para 9h de amanhã, no Cemitério Nossa Senhora do Carmo. A Escola de Samba Acadêmicos do Litoral está preparando a última homenagem à sua fundadora, com a presença da bateria e de passistas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here