Prefeitura e MP lançam campanha de conscientização sobre doação de órgãos

0
230

Please enter banners and links.

A Prefeitura de Paranaguá lançou na tarde desta quarta-feira (21) a campanha “É doando que se vive”, numa parceria com o Ministério Público do Paraná. A cerimônia ocorreu no auditório da Biblioteca Pública Leôncio Correia e teve a presença do prefeito Marcelo Roque e da promotora pública Camila Adami Martins. A ação visa trabalhar o tema doação de órgãos por meio de peças publicitárias e material jornalístico para tentar conscientizar a população sobre o assunto e haverá também trabalho de conteúdos pedagógicos (incluído gibi produzido pelos organizadores) em sala de aula.

Serão envolvidos cerca de 17 mil alunos da rede municipal de Ensino. As duas primeiras escolas que começarão a receber as atividades são a Arminda de Souza Pereira e Maria Trindade, no dia 27 deste mês. Da Prefeitura estão envolvidas as secretarias municipais de Educação, Saúde, Comunicação, Cultura e Turismo.

O site www.doandoquesevive.com.br concentrará toda a produção jornalística da campanha, com vídeos e matérias escritas sobre o tema. Também é possível fazer download de material publicitário disponível para reprodução. Em sala de aula inicialmente cerca de 6.500 alunos dos terceiros, quartos e quintos anos, de 31 escolas municipais participarão das atividades educativas, abordadas de forma lúdica, e que culminarão numa exposição prevista para ocorrer em outubro.

A campanha poderá ser transformada em lei, para que tenha continuidade. A iniciativa de promover a conscientização sobre a doação de órgãos foi da promotora Camila Adami Martins, após passar a acompanhar nas redes sociais a saga de Adriele Bueno Souza Silva, de 33 anos, que sofre de hipertensão arterial pulmonar e busca o transplante de um pulmão para continuar vivendo.

A promotora Camila lembrou que obteve a informação de que 40% das pessoas que poderiam ser doadoras de órgãos acabam não tendo o procedimento autorizado por determinação da família. Falou que teve a iniciativa para que a conscientização sobre a importância da doação de órgãos “se torne algo curricular” e que ficou feliz com o resultado apresentado no evento de lançamento. “Foi muito além das expectativas”, afirmou a promotora, que defendeu a continuidade das ações, por meio de lei, e que acredita que o projeto servirá de inspiração a outras cidades, que já demonstraram interesse.

O prefeito Marcelo Roque destacou a importância da atuação do Ministério Público como órgão fiscalizador do município, principalmente quando se trata do erário. “Isso faz parte e é bom, porque ajuda a identificar situações que não observamos”, declarou o prefeito, que afirmou fazer “uma administração em parceria com o MP”. A primeira delas foi a que possibilitou repassar recursos ao Abrigo dos Idosos, em conjunto com a Loja Maçônica Perseverança.

A Prefeitura de Paranaguá possuía projeto de conscientização sobre doação de medula, que levava o nome de um aluno da rede municipal que morreu tentando receber um transplante, mas não conseguiu. Intitulado de Yossef ele agora ganha mais corpo e visibilidade, pois trata de doação de órgãos de uma maneira geral. O prefeito ressaltou ainda o papel da promotora Camila que mantém vivo outro estudante do município, o Marcos Vinícius, que precisa tomar medicamento que custa R$ 5 mil a cada 15 dias. “Parabéns por essa iniciativa e que ela possa expandir e beneficiar muitas pessoas”, declarou o prefeito.

A professora Vandecy Dutra, secretária municipal de Educação, agradeceu o voto de confiança da Promotoria Pública em dar a responsabilidade e ressaltou: “Paranaguá tem que ser uma cidade educadora. Pensar sobre doação de órgãos é um dever de todos, de toda a sociedade. Vamos fazer o melhor e que isso vire uma política pública e esteja no coração de todos”, afirmou a secretária, que se declarou doadora de órgãos.

A secretária municipal de Saúde, Lígia Regina de Campos Cordeiro, afirmou que se tratava de “uma satisfação” poder participar e que a doação de órgãos “é um ato de amor”. “É um projeto de extrema importância. A Secretaria Municipal de Saúde dará todo o apoio necessário para a realização desta conscientização que representa vida para muitas pessoas”, destacou a secretária.

A jornalista Camila Cordeiro Roque, secretária municipal de Comunicação, salientou a dificuldade em usar a linguagem adequada para atingir da melhor forma o público em geral, sobretudo o infantil. Ressaltou o empenho da equipe dos profissionais de outras secretarias e afirmou que o trabalho é “totalmente voluntário”. “Aproveito a oportunidade e peço que nossa imprensa também abrace essa causa de conscientizar nossa população sobre a doação de órgãos, também de forma voluntária”, comentou a secretária.

Para o vereador Thiago Kutz a Câmara Municipal “apoia incondicionalmente a iniciativa”. Ele afirmou que o assunto doação de órgãos é “delicado de ser tratado”, sobretudo porque familiares estão fragilizados num momento em que perderam seus entes queridos. “Ninguém fala sobre morte e por não falarmos é que deixamos omissa a vontade de doar o órgão, o que pode ser a oportunidade de salvar outras vidas”, destacou o parlamentar.

MOMENTOS EMOCIONANTES

Um dos momentos mais emocionantes do evento ficou por conta da apresentação de um vídeo que contou a história do filho que doou um rim para salvar a vida do próprio pai, em Paranaguá. O bombeiro aposentado Paulo Roberto Geraldo recebeu o órgão em 2016 do engenheiro ambiental e do trabalho Paulo Roberto Geraldo Júnior. Outro momento de muita comoção foi na apresentação de outro vídeo, desta vez de Adriele Bueno, que inspirou a promotora Camila a realizar a campanha. Ela foi as lágrimas com a surpresa. “Esse projeto vai salvar muitas vidas”, comentou a jovem.

A campanha conta com mascote confeccionado pela equipe da Secretaria Municipal de Educação. Um vídeo institucional, mostrando o que é a campanha, também foi produzido pela equipe da Secretaria de Comunicação. O jovem cantor Igor Brenaz é o padrinho do projeto e participou do lançamento cantando uma música composta especialmente para tratar o tema. Ele também atua de forma voluntária. Em alguns trechos da canção a mensagem: “Fazer o bem, sem saber a quem. Um gesto de amor, porque doar é viver”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here