Prefeito recebe diretores da Associação de Taxistas de Paranaguá

0
150

O prefeito de Paranaguá, Marcelo Roque, recebeu integrantes da Associação de Taxistas de Paranaguá para falar sobre a decisão do Supremo Tribunal Federal que tornou inconstitucional as leis que proíbem aplicativos nas cidades brasileiras.

Paranaguá se enquadra neste caso e o assunto tomou conta das redes sociais e rodas de conversa nos últimos dias. O presidente da Associação dos Taxistas de Paranaguá, Maickon França, entregou documento com sugestões a serem estudadas pelo poder público e levantadas pelo segmento.

Marcelo Roque foi claro ao lembrar que a regulamentação sobre o uso de aplicativos para transporte de passageiros é inevitável diante da decisão do STF. “Podemos estudar a possibilidade da flexibilização do custo da passagem dos táxis, mas tudo dependerá do que a lei permite”, destacou o prefeito durante o encontro.

A reunião contou com a presença da 2.ª Secretária da Associação, Adriani Cachoeira e do taxista Adilson Pinheiro. O secretário Municipal de Serviços Urbanos da Prefeitura, Ícaro Wolski Pires, e a Procuradora Jurídica do Município, Brunna Marin.

“É importante reforçar que o município de Paranaguá, ou qualquer outra cidade, não deve restringir a questão do transporte de passageiros com a decisão do STF”, disse o prefeito.

Entenda
O Supremo Tribunal Federal decidiu, em sessão do último dia 8 de maio, por unanimidade, declarar inconstitucionais leis que proíbem o uso de carros particulares no transporte remunerado de pessoas. Na prática, a decisão libera o uso de aplicativos como Uber, Cabify e 99 em todo o país.
A decisão foi tomada pelos ministros durante a análise da validade de leis de Fortaleza (CE) e de São Paulo (SP) que tentavam restringir os aplicativos.
A decisão teve repercussão geral, ou seja, deve ser aplicada para todos os casos semelhantes nas instâncias inferiores da Justiça.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here