Crianças da rede municipal de ensino conhecem a cultura islâmica

0
99

Paranaguá possui uma grande comunidade muçulmana, são mais de 60 anos de raízes fixadas na Cidade Mãe do Paraná, contribuindo com o crescimento e a evolução do município. A Sociedade Beneficente Muçulmana Árabe de Paranaguá tem parceria junto a secretaria municipal de Educação (Semedi) e promove a troca de experiências culturais para os alunos da rede municipal de ensino, por meio da iniciativa: “Cultura e Comunidade Árabe Muçulmana de Paranaguá nas Escolas Municipais”.

Jafar Omar El Tassi é o diretor cultural da instituição muçulmana e comenta sobre a parceria com a Semedi. “Nosso Sheik realiza visitas nas escolas públicas, fazendo palestras sobre o islã e os alunos também vão conhecer a Mesquita e a nossa religião”, afirma.

A secretária municipal de Educação, Vandecy Dutra, ressalta a importância de oferecer às crianças o conhecimento de outras culturas. “Essa parceria permite que conheçam um pouco mais da cultura árabe, para nossos alunos é muito importante aprender sobre outras culturas, outros povos e o respeito por elas é essencial para o entendimento das diferenças”, frisa.

Ainda no mês de maio, as escolas municipais Takeshi Oishi e Edinéia Garcia participarão da experiência intercultural, recebendo a comunidade árabe e também visitando a mesquita.

Ramadan

O Ramadan é um mês especial para mais de um bilhão de muçulmanos em todo o mundo. É um período de reflexão, devoção e autocontrole. Do nascer do sol ao ocaso, por 30 dias, eles se abstêm de comida, bebida e fumo. O jejum voluntário é uma recomendação feita a todo os muçulmanos, mas durante o Ramadan torna-se uma obrigação. Todos os muçulmanos que sejam saudáveis e já alcançaram a puberdade são obrigados a jejuar. Para cada dia negligenciado, ou que não possa ser observado devido a doença, viagem, gravidez ou ciclo menstrual, o muçulmano é obrigado a compensar, seja fazendo um outro dia, ou alimentando os pobres. Os velhos que estejam fracos ou doentes e aqueles portadores de doença mental não são obrigados ao jejum.

Uma refeição (sahur) é compartilhada na madrugada de preferência o mais perto do amanhecer, e, de igual modo, depois do pôr do sol (iftar), na quebra do jejum. A oração é feita minutos após o ocaso.

Os últimos dez dias são considerados os mais importantes especialmente na vigésima sétima noite, durante, a qual segundo a tradição, ocorreu a primeira revelação do Alcorão a Muhammad . Para muitos devotos este período é marcado por uma intensidade espiritual elevada, e passam estas noites orando e recitando o Alcorão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here