Escrivão da Operação Verão é preso por atrapalhar investigação do falso aluguel

0
250

Um escrivão da Polícia Civil foi preso pela suspeita de atrapalhar investigações do golpe do falso aluguel de imóveis em Guaratuba e Matinhos.

O mandado de prisão do policial foi expedido pela Justiça de Guaratuba. O suspeito foi preso, na quinta-feira (21), em Curitiba e encaminhado à Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV), onde há espaço para abrigar policiais presos.

O funcionário não teve o nome revelado. A polícia informou apenas que ele tem 39 anos, trabalha há 10 anos na Polícia Civil na Grande de Curitiba e estava atuando no Litoral durante a Operação Verão.

Investigação

Segundo as investigações, o policial se aproximou da família de Marilucia de Fátima Ferreira, presa sob suspeita do golpe do aluguel em Guaratuba e Matinhos, para repassar informações da investigação.

A Polícia Civil disse que o escrivão preso chegou a intimar o filho da suspeita duas vezes, de forma não oficial, para ser ouvido na delegacia. Ele usou um aplicativo de mensagens para fazer a intimação, sem expedir a intimação pelo sistema.

Conforme apontado pela investigação, o servidor fez isso para tentar despistar a polícia.

Segundo a polícia, o filho da suspeita de estelionato foi encaminhado à delegacia, depois de ser agredido por vítimas do golpe aplicado pela mãe dele. Os agressores conseguiram chegar até ele, na esperança de conseguir recuperar o dinheiro.

Enquanto fazia a oitiva do filho da suspeita, o policial consultava o mandado de prisão da mãe, que estava em aberto. Isso levantou suspeitas contra o servidor.

Com informações do G1 – Emelin Leszczynski

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here