Pré-Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente é realizada em Paranaguá

0
152

A pré-Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Paranaguá foi realizada nesta quinta-feira, dia 13, no auditório do Colégio Estadual José Bonifácio contando com a presença de autoridades, pedagogos, assistentes sociais, psicólogos e estudantes da cidade que aproveitaram a oportunidade para dialogar sobre políticas públicas voltadas a infância e à adolescência em um grande debate sobre “proteção integral, diversidade e enfrentamento das violências”.

A escolha desse tema foi baseada no reconhecimento de que a concretização dos dispositivos previstos na Constituição Federal e no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), apesar de diversos avanços, ainda é um desafio a ser enfrentado. Após três décadas desde que a garantia dos direitos de crianças e adolescentes se tornou prioridade absoluta no Brasil, é um trabalho constante o combate aos possíveis retrocessos e a busca para que essa população tenha cada vez mais políticas que assegurem acesso a seus direitos e a efetiva proteção integral, considerando a diversidade e as especificidades da criança e do adolescente no país.

A pré-conferência foi estruturada em cinco eixos temáticos para orientar os debates:
– Garantia dos direitos e políticas públicas integradas e de inclusão social;
– Prevenção e enfrentamento da violência contra crianças e adolescentes;
– Participação, comunicação social e protagonismo de crianças e adolescentes;
– Espaços de gestão e controle social das políticas públicas de promoção, proteção e defesa dos direitos das crianças e adolescentes.

O secretário Municipal de Assistência Social da Prefeitura de Paranaguá, Levi de Andrade, participou do evento destacou que no próximo dia 19 será realizada a segunda pré-conferência na sede da Secretaria e lembrou que a Conferência está marcada para o dia 28, no Sesc, e que as inscrições já estão abertas.

A Chefe do Núcleo Regional de Educação, Selma Camargo Meira, lembrou a importância de fortalecer o trabalho já realizado até aqui e que visa proteger os direitos das crianças e dos adolescentes de Paranaguá. “Foram selecionadas pessoas com conhecimento para as palestras e tenho certeza que os estudantes sairão daqui com muito mais informação para levar para suas escolas e seus colegas”, destacou ela ao público, também formado por alunos da rede estadual de Educação de diferentes colégios de Paranaguá.

Esta pré-conferência teve como viés oportunizar e fortalecer o diálogo e a cooperação entre órgãos e entidades governamentais e não-governamentais de promoção e defesa dos direitos humanos e contou com a presença da conselheira do Plano de Enfrentamento e coordenadora da Conferência Municipal, Geseli Guimarães; o integrante do Conselho Tutelar, Getúlio Rauen; a diretora do Colégio Faria Sobrinho, representando todos os diretores da rede estadual da cidade, Liliana Kfouri, o assessor do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Luiz Carlos Portaneri e, ainda, do presidente do Grêmio Estudantil de Paranaguá e aluno do Colégio Maria de Lourdes Morozowski, Jackson Souza dos Santos.

A primeira etapa do evento foi encerrada com a participação especial das crianças da Escola Maria Nelly Picanço, que apresentaram, mais do que uma coreografia, um momento de superação dos limites impostos por fatores intelectuais ou motores.

Palestra
A doutora Elaine Kuzuo e a psicóloga Adriana Luiza Schreiner foram as palestrantes do evento.
Dra Elaine é médica com residência em pediatria e especialista em emergências pediátricas pelo Hospital Albert Einstein, em São Paulo e atualmente é pediatra do Hospital de Clínicas do Paraná e do programa Dedica.

Dra. Adriana Luiza Schreiner é psicóloga, psicinalista, especialista em estimulação precoce e atua no programa Dedica desde 2012. Elas falaram sobre a violência contra crianças e adolescentes.

Os alunos do Colégio Estadual Maria de Lourdes Morozowski apresentaram uma peça teatral com o tema “A voz do jovem”, orientado pelas professoras Luiza otzias e Cintia Rosa e pela pedagoga Maria Elice.

E os alunos do 8º ano do Colégio Estadual Arthur Miranda Ramos apresentaram um jogral “Sonhos Destruídos”, orientado pela professora Lea Cunha Forigo.

A terceira etapa do encontro foi a reunião, de acordo com o eixo temático definido, para as leituras das propostas, apreciações a respeito e a definição dos representantes para a Conferência Municipal que se realizará no dia 28 de setembro, no Sesc.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here