Crimes contra o patrimônio público devem ser denunciados

0
22

Placas, bustos, prédios históricos e outros bens de Paranaguá estão sofrendo com atos de vandalismo, são pichações, destruições e furtos que ocorrem em especial no Centro Histórico da cidade. Bustos foram arrancados, placas indicativas que retratam o passado foram furtadas e o Terminal Urbano, no Centro, tem sido alvo de pichações. O secretário municipal de Cultura e Turismo, Harrison Camargo enfatiza que o ato criminoso prejudica a cidade e as lembranças do passado retratada nas peças depredadas ou até mesmo levadas pelos criminosos e vê como preocupante a situação de atos de vandalismo ao patrimônio público. “É muito preocupante, Paranaguá é a cidade mãe do Paraná. Possuímos uma história, um patrimônio riquíssimo e não podemos aceitar atitudes como esta. Temos o dever de preservar nosso patrimônio”, frisou.

Para o secretário, a história de Paranaguá não pode ser perdida e a depredação tem tomado dos parnanguaras parte dessa história. “Com certeza parte de nossa história nos foi arrancada com os atos de vandalismo. Uma atitude criminosa que deve ser punida severamente, para que não volte a acontecer”, lamentou. Harrison Camargo destacou que a população pode impedir ou minimizar ações de vandalismo denunciando às autoridades de segurança. “É muito importante que a população denuncie. Precisamos da atenção de todos para a preservação do nosso patrimônio. Nossa gente de bem precisa se apoderar, cuidar como bem próprio. Somente com a colaboração de todos conseguiremos coibir esse tipo de atitude, não podemos mais aceitar a destruição da nossa cultura, da nossa história”, ressaltou.

O secretário municipal de Segurança, João Carlos Silva salientou a preocupação com relação ao problema. “Essa é uma grande preocupação que temos. O prefeito Marcelo Roque sempre enfatiza a necessidade de coibir crimes contra o patrimônio, pois é a nossa história, as raízes de Paranaguá que acabam sendo destruídas”, enfatizou.

João Carlos Silva afirmou que a população tem papel fundamental informando tais atos as autoridades de segurança pública. “É essencial que a população denuncie casos de vandalismo, pois é um crime e a cidade é um bem do povo. Ficamos tristes com atitudes como essa. São obras de artistas que estão sendo destruídas por pessoas que não amam Paranaguá. A pessoa que pratica vandalismo está cometendo um crime que prejudica a cultura, a história da cidade. A população não pode e nem deve ficar calada, precisa denunciar para a Guarda Civil Municipal através do telefone 153 ou a Polícia Militar através do 190”, evidenciou. “Em breve contaremos com mais viaturas e reforçaremos as rondas no Centro Histórico para coibir ainda mais crimes como esse”, afirmou.

O prefeito Marcelo Roque lamentou a atitude dos vândalos e reforçou a importância das denúncias. “É lamentável saber que há pessoas que não cuidam da cidade e, pelo contrário, depredam o bem público. Não podemos permitir que pessoas assim continuem a destruir a história da cidade. Peço a população que denunciem atos de vandalismo para nossa Guarda Civil Municipal. Não podemos deixar que essas pessoas fiquem impune e que nossa Paranaguá continue sofrendo com atos de vandalismo”, frisou o prefeito.
Moradora em Paranaguá, Cristina de Souza Chemure reclamou da ação de quem destrói o patrimônio. “Eles atacam bustos, estátuas, placas, o cemitério, destroem lixeiras, picham prédios e isso prejudica a cidade como um todo. É preciso que essas pessoas sejam punidas. Acho que as denúncias são muito importantes para coibir esses atos”, avaliou.

MORADORES
Ângela Chemure disse que são muitos pontos pichados ou destruídos por vândalos. “É algo complicado porque vem turistas para a cidade e se deparam com essa depredação. Minha prima trouxe uma amiga dela para conhecer a cidade e se deparou com pontos turísticos depredados. Paranaguá vai ficando sem história”, lamentou. “É preidociso que quem visualizar atos de vandalismo denuncie para que os autores sejam puns. É preciso que as autoridades fiquem sabendo da situação e atendam a ocorrência imediatamente para pegar o criminoso em flagrante”, opinou.
Carlos Moura disse que a população precisa ajudar. “Acho que as autoridades precisam punir pessoas que depredam o patrimônio, mas as denúncias precisam chegar senão não haverá punições”, observou.
O crime de vandalismo está previsto no Artigo 163 do Código Penal “destruir, inutilizar ou deteriorar coisa alheia” e é passível de detenção e multa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here