Início Site

SEMANA DE EXPECTATIVA PARA O SANTUÁRIO DO ROCIO

0

O reitor Padre Dirson Gonçalves está em Toledo e apresenta, no encontro regional dos Bispos do Paraná, o plano de ações para 2019, tendo como base o lema escolhido: “Rocio, lugar sagrado dos paranaenses”.

“Convocamos todos os devotos para uma corrente de orações para que esse momento seja marcante para o Santuário, para o crescimento da devoção e das peregrinações à Padroeira do Paraná, Nossa Senhora do Rocio”, pede o Missionário Redentorista.

Numa breve entrevista para a Pascom do Santuário, Padre Dirson explica sobre a reunião:

Pascom – Padre Dirson, quem são os participantes desta reunião em Toledo e qual o ponto. que para nós do Santuário, será o mais importante?

*PADRE DIRSON:  Os bispos de todas as dioceses do Paraná (são 17) estão reunidos aqui em Toledo. Como o santuário é estadual, estou presente para apresentar-lhes os planos de nosso santuário para 2019.

Pascom –  Como será sua participação nessa reunião?

*PADRE DIRSON: É uma reunião fundamental para o desenvolvimento do projeto da nossa Congregação Redentorista para o Santuário de Nossa Senhora do Rocio. Com a presença de todos os bispos, estarei falando com representantes de todas as regiões do estado. Vou  lhes mostrar esta forma possível de alcançar todos os católicos do Paraná, através da devoção à padroeira. Como é bom e importante o povo conhecer o lugar sagrado onde Nossa Senhora de manifestou há quase quatro séculos. 

Pascom – Qual será a mensagem que o senhor vai levar aos Bispos?

*PADRE DIRSON: A mensagem central, é o nosso lema: “Rocio, lugar sagrado dos paranaenses”. Vou lhes pedir ajuda para divulgarmos essa lema, esta verdade. Explicar porque devemos convidar os católicos a estar neste lugar sagrado, participar de celebrações, procissões, bênçãos e passeios. Dizer-lhes que é importante neste momento, descobrir (ou relembrar) as belezas e riquezas espirituais contidas nesse lugar. Falar do Rocio, onde foi encontrada a imagem de Maria, há quase 400 anos. Que desde então aconteceram e acontecem milagres e graças especiais. É um lugar muito bonito e muito simbólico do ponto de vista da fé. Só precisamos redescobrir isso e dinamizar as peregrinações do povo de Deus.

Pascom – Porque é importante visitarmos santuários? Em nosso caso, porque visitar o lugar sagrado dos paranaenses?

*PADRE DIRSON:* Porque para o ser humano, carente da presença divina em sua vida, os lugares santos são lugares especiais para o fortalecimento da fé, da esperança e do amor.  É nesses lugares que a gente encontra-se com o Deus da Vida. É nesses lugares que a gente encontra sentido para a vida. Encontramos forças para continuar caminhando como povo de Deus. O Santuário Estadual do Rocio, tem todos os elementos para propiciar aos peregrinos e visitantes este encontro com Deus, sob a carinhosa presença de Nossa Senhora, conhecida neste lugar sagrado como a “Mãe do Rocio”. 

*Pascom Santuário Estadual do Rocio – contato comunicação 41 (99700-9357)

Casa histórica desaba no centro de Morretes.

0

Na manhã desta segunda-feira, 18, uma casa histórica desabou no centro de Morretes, ao lado da Praça Rocha Pombo, que fica próximo a estação ferroviária. Não há feridos.

A região do ocorrido foi isolada pela Polícia Militar e técnicos da Prefeitura e Corpo de Bombeiros ainda estão no local.

O imóvel, que estaria abandonado, ficou totalmente destruído. Um carro, que passava na rua no momento do desabamento, quase foi atingido.

FONTE : ILHA DO MEL FM

Saúde já investiu quase R$ 3 milhões em veículos novos, comemora prefeito

0

O prefeito Marcelo Roque comemorou na manhã desta quinta-feira (14) a entrega do 26.º veículo adquirido pela administração atual para a Secretaria Municipal de Saúde. Desta vez foi um caminhão-baú, no valor de R$ 230 mil, comprado com recursos próprios da Prefeitura de Paranaguá. 

Mas desde o início de 2017 até agora foram R$ 2.873.073,74 em investimentos para melhorar o transporte oferecido à população e também para os serviços realizados pelos funcionários em vários setores da pasta. 

A cerimônia de entrega do caminhão aconteceu em frente da sede da Secretaria Municipal de Saúde, no Centro de Paranaguá. Participaram diversos secretários municipais, servidores e o vereador Eduardo de Oliveira. 

Para o prefeito Marcelo Roque, a utilização de um caminhão representa agilidade na prestação de serviços, tendo em vista que não será mais necessária a realização de várias viagens para transportar insumos às unidades de saúde. “Basta agora carregar esses materiais e fazer a distribuição nas unidades, o que pode durar o dia todo”, comentou. 

A compra de 26 veículos pela Secretaria Municipal de Saúde em dois anos representa avanço na prestação de serviços de outros setores da pasta, na avaliação do prefeito. “Para se ter idéia, quando assumi a Atenção Primária não tinha nenhum carro e hoje conta com 7. Tivemos também compra de veículos para a Vigilância Sanitária, para o transporte de passageiros que precisam fazer tratamento fora de Paranaguá, enfim, são vários avanços que beneficiam nossa população”, declarou o prefeito. 

A secretária municipal de Saúde também lembrou que a conquista de um caminhão também vai auxiliar no combate ao mosquito Aedes Aegypti, tendo em vista a preocupação com doenças como a dengue e febre amarela. “Os investimentos que fizemos até agora, com a compra de 26 veículos, estão resultando em números positivos. Um exemplo claro são os pacientes acamados atendidos pelo nosso pessoal da Atenção Primária, que agora passaram a contar com visitas de equipes do Estratégia Saúde da Família que fazem o acompanhamento destas pessoas”, comentou Lígia Regina de Campos Cordeiro. 

De acordo com o vereador Eduardo Oliveira, que na solenidade representava a Câmara Municipal, a situação da saúde de Paranaguá vem melhorando acentuadamente com a administração do prefeito Marcelo Roque. “Estamos abertos a todo e qualquer tipo de crítica e reclamação. (…) Mas deveriam conhecer antes de criticar o que está sendo feito. E tenho certeza de que muita coisa está sendo realizada para beneficiar nossa população”, declarou o parlamentar. 

Atingidos pelas chuvas em Guaratuba precisam de doações.

0

A Prefeitura e Defesa Civil de Guaratuba precisam de doações de alimentos não perecíveis, colchões, roupas, água potável, cobertores, fraldas, toalhas, travesseiros, lençóis e materiais de higiene e limpeza para atender as famílias desalojadas pela chuva que castigou o município nas últimas 24 horas.

Aa doações devem ser entregues no Ginásio José Richa, na região central de Guaratuba.

CARRO CAI EM RIO E MOTORISTA MORRE AFOGADO NA DIVISA ENTRE GUARATUBA E GARUVA

0

Na noite de sabado (16) um carro estava desaparecido após cair numa ponte entre Guaratuba-PR e Garuva-SC. E na manhã de hoje (17) o automóvel foi encontrado e dentro dele estava o corpo de um homem.

Após o Corpo de Bombeiros tomar ciência dos fatos iniciou-se as buscas, mas devido a escuridão e também as fortes chuvas que caíam na região, os trabalhos foram encerrados e recomeçamos na manhã deste domingo.

As equipes de emergência de Guaratuba e de Itapoá-SC auxiliaram nas buscas. O corpo foi retirado de dentro do veículo e na sequência encaminhado ao Instituto Médico Legal de Paranaguá.

O corpo ainda segue sem identificação oficial da família.

Secretaria de Estado da Saúde investiga 40 casos suspeitos de febre amarela em Paranaguá.

0

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou novo boletim da situação da febre amarela no Paraná. Foi confirmado o quarto da doença em Campina Grande do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba, mas o local de infecção ainda está sob investigação.

O primeiro caso confirmado foi registrado em Antonina, no final de janeiro, mas o local de provável de infecção pode ter sido Guaraqueçaba. Os outros dois são de Adrianópolis, também na Região Metropolitana de Curitiba, classificados como autóctones – quando a infecção do vírus se dá na própria cidade.

De acordo com o último boletim, no litoral há 47 casos suspeitos de febre amarela e que estão sendo investigados pela Secretaria Estadual de Saúde, sendo 01 em Matinhos, 02 em Morretes, 04 em Antonina e 40 em Paranaguá. No boletim da semana passada, havia apenas 2 casos suspeitos no litoral.

A morte de macacos, que serve como um indicador da circulação do vírus, já ocorreu em 34 municípios paranaenses, mas até agora só está confirmada a existência do vírus em Antonina, onde morreram os primeiros macacos.

A recomendação é que todas as pessoas entre 9 meses e 60 anos incompletos tomem a vacina, que só começa a fazer efeito dez dias depois da aplicação. Idosos com mais de 60 anos, gestantes e mães em período de amamentação só podem ser vacinados com orientação médica.

Os sintomas iniciais da doença são febre alta de início súbito, associada a dor de cabeça, calafrios, náuseas, vômitos, dor no corpo e dor abdominal. Como esses sintomas podem ser confundidos com os de outras doenças, como leptospirose, gripe ou dengue, é importante procurar atendimento médico aos primeiros sintomas para receber os cuidados necessários.

Fonte: SESA-PR